gameofthrones

O canal Flicks and the City foi o mais eficiente e disponibilizou o conteúdo do painel de Game of Thrones que rolou na tarde desta sexta-feira na Comic-Con na íntegra e em ótima qualidade. O conteúdo geral do papo do elenco, produtores e George R. R. Martin com os fãs e moderado pelo Craig Ferguson está disponível a seguir.

Para quem não está com o inglês em dia, aqui vai um resumo geral do que foi dito:

Os mais aplaudidos: Ovacionado, Rory McCann (O Cão) chegou ao palco, segurando sua orelha e mancando, imitando as condições que em Brienne o deixou no final da season finale. Pedro (Oberyn Martell) entrou segurando a cabeça e franzindo os olhos fechados, imitando o estado em que a Montanha o deixou no episódio 4.08. A plateia ficou descontrolada.

Stannis aparecerá MAIS: Benioff e Weiss revelaram um pequeno detalhe da próxima temporada: “Stannis é um personagem fascinante e estaremos aproveitando mais o personagem e o ator.”

A Mãe de Jon Snow: Benioff e Weiss contaram (pela milésima vez) a história do almoço com George RR Martin anos atrás, que fez com que ele aceitasse que Game of Thrones fosse produzida para a TV. Tudo por conta do teste que Martin fez com os dois produtores, perguntando quem é a verdadeira mãe de Jon Snow, e, felizmente, os dois responderam corretamente. Ao serem praticamente obrigados pela plateia a revelar a resposta, Weiss respondeu que o nome dela é  “A Sra. Snow.

Benjen Stark: Um fã com o cosplay do Stark perdido perguntou por onde anda seu personagem, Benjen Stark. Os produtores apontaram para Jon Snow, dizendo que a culpa é dele. Jon Snow apontou para Ygritte, dizendo que ela o deixou distraído.

‘Ninguém’: Um fã perguntou a Maisie Williams como é interpretar uma personagem com tantas personalidades — Arya, ‘Arry’, etc., e Williams respondeu: “Ela não é ninguém.”

Dragões ou lobos gigantes? Uma garota com o cosplay de Arya mandou essa pergunta. John Bradley, escolheu lobo pela amizade com Jon Snow. Rose Leslie e Gwendoline Christie escolheram dragões. Maisie Williams, Kit Harrington e Sophie Turner responderam: “lobos, é claro,”. Natalie Dormer também escolheu o animal dos Stark. Martin, Benioff e Weiss preferiram não responder. Rory McCann imitou um cão, e Pedro Pascal escolheu uma cobra. Nikolaj Coster-Waldau escolheu os lobos “porque são mais fáceis de matar.”

Armas: Para Natalie e Sophie foi perguntado sobre a ausência de armas como espadas ou arcos para suas personagens. “Eu quero matar alguém“, respondeu Sophie, que também admitiu que ver sua personagem passando para um lado mais dark foi tanto um alívio” como também “freaking awesome.” Dormer revelou que, por ser alguém que realmente curte espadas, sente ciúmes dos atores que podem trabalhar com elas. Mas, reconheceu que Margaery “provou ter outras armas.

Jeyne Westerling no prólogo do livro seis? Se não foi brincadeira do Martin, parece que sim.

Sobre as mudanças da cena de Tyrion com Jaime na season finale: David e Dan disseram que nos livros, temos a oportunidade através de páginas e páginas de saber exatamente o que Tyrion está pensando o tempo todo. Mas na série, a única maneira de expressar essas coisas é através de diálogos e ação. Porque eles não gostam da ideia de fazer flashbacks ou voice overs. E, para eles, fazer uma cena explicando o que aconteceu há anos através de diálogo não funcionaria. David explica que esse tipo de coisa acaba sendo as partes preferidas deles nos livros também, e é muito difícil ter que tirá-las.

Com isso David já fala sobre o fato de que são extremamente limitados em outras aspectos da criação por conta da grandiosidade da obra. Como por exemplo, o fato de que adorariam poder fazer 13 episódios por temporada. Mas o tempo que lhes é dado para poder escrever e pré produzir tudo antes de gravar, gravar e deixar tudo para a equipe de pós produção é pouco. E por isso eles preferem não comprometer a qualidade do material produzindo mais episódios.

Sobre a cena de Jaime e Cersei no septo: “Acho que se as pessoas pararem para olhar na Bíblia, tem tanto incesto lá quanto em Game of Thrones”, diz, esquivando-se do termo ‘estupro’.  “O que eu acho incrível na série é que a violência dos livros não se perde e é feita de forma realista”, disse mais tarde Natalie Dormer.

E o melhor desse painel da Comic-Con… foi George R. R. Martin, que falou sobre se os fãs dos livros deveriam parar de assistir a série, já que ela está alcançando os livros (para que não corram o perigo de pegar spoilers da história). Ele disse: “Eu digo para as pessoas assistirem a série e para as pessoas  também lerem os livros. Ler livros é tão bom.” E mais uma vez ele usou a analogia da personagem de Scarlett O’Hara em ‘E o Vento Levou’ para concluir seu raciocínio: “Quantos filhos Scarlett O’Hara tem na história?” Ele perguntou, retoricamente, já que no filme ela tem um mas no livro ela tem três.  “Qual a história verdadeira? A resposta é que ela não tem nenhum filho. Ela não existe, não é uma pessoa real. Essa é a circunstância — a série é a série, e os livros são os livros.

Começa segunda: Game of Thrones inicia oficialmente suas filmagens nesta segunda feira. Segundo Kit Harington, para uma grande cena.

E mais uma: George participou de um painel só dele na quinta-feira, onde ele falou sobre quadrinhos e os livros. Assista também!


Fonte: Making Game of Thrones