Com a grande sorte de teorias e especulações que circulam pela internet sobre as muitas perguntas ainda não respondidas nas Crônicas de Gelo e Fogo, é bem possível que, ao menos uma delas, seja verdadeira.

Decidimos fazer uma série de posts onde separamos algumas delas, fazendo um estudo de cada uma bem como das profecias que estão presentes no livro para tentar definir o cenário mais convincente para os futuros volumes da saga.

In The Sorrows (por Marc Simonetti)

Nesse primeiro post trataremos de um assunto específico, ou melhor, um personagem, o Jovem Griff (suposto Aegon Targaryen).

– Não. – A voz do eunuco pareceu mais profunda. – Ele está aqui. Aegon tem sido moldado para governar desde antes que pudesse andar. Foi treinado em armas com convêm a um cavaleiro, mas esse não foi o fim da sua educação. Ele lê e escreve, fala diversas línguas, estudou história, leis e poesia. Uma septã o instruiu nos mistérios da Fé desde que teve idade suficiente para entender. Viveu com pescadores, trabalhou com as próprias mãos, nadou em rios, remendou redes e aprendeu a lavar as próprias roupas na necessidade. Ele consegue cozinhar, pescar e curar uma ferida, sabe como é sentir fome, ser caçado, sentir medo. Tommem tem sido ensinado que a realeza é o direito dele. Aegon sabe que a realeza é seu dever, que um rei deve colocar seu povo em primeiro lugar e viver e governar para eles. (Varys, “A Dança dos Dragões”, pág.811)

1. O Jovem Grifo não é o verdadeiro Aegon Targaryen segundo as profecias de Quaithe, Moqorro e a visão na Casa dos Imortais

Dragões antigos e jovens, verdadeiros e falsos, brilhantes e escuros. (Moqorro)
Logo virá a égua descorada e, depois dela, os outros. A lula gigante e a chama escura, o leão e o grifo, o filho do sol e o dragão do pantomimeiro. (Quaithe)

O “dragão do pantomimeiro” também é mencionado nessa visão da Casa dos Imortais:

Brilhando como o pôr do sol, uma espada vermelha foi erguida na mão de um rei de olhos azuis que não projetava sombra. Um dragão de pano oscilou em mastros por cima de uma multidão exultante. De uma torre fumegante, um grande animal de pedra levantou voo, exalando fogo de sombras… Mãe de dragões, matadora de mentiras.

A visão acima sobre o dragão de pano, mais tarde é esclarecida por Daenerys, quando ela conversa com Sor Jorah em “A Fúria dos Reis”.

– Os pantomimeiros usam-nos em seus espetáculos, para dar aos heróis algo com que lutar.
“Um menino forjado é o que ele é.” – Randyll Tarly

1.1 “Aegon” é um Blackfyre 

A teoria mais famosa e mais aceita pelos leitores nos fóruns é a de que “Aegon”, na verdade seria um filho de Illyrio com a sua falecida esposa Serra, uma das últimas descendentes da linhagem feminina dos Blackfyre. Isso explicaria o porquê de ele ter todas as características físicas de um verdadeiro Targaryen.

Mas primeiro quem são os Blackfyre?

A Casa Blackfyre foi fundada pelo filho bastardo de Aegon IV, Daemon, depois de ele ter sido legitimado pelo pai quando este estava em seu leito de morte. O nome escolhido veio da espada de Aegon I, o Conquistador, que tinha sido herdada por Daemon.

Rei Aegon IV Targaryen nomeia seu filho, Daemon, cavaleiro. Ele reconhece sua paternidade publicamente, e lhe cede a lendária espada Targaryen, Blackfyre – por Marc Simonetti

Durante os anos de sua existência, a Casa Blackfyre entrou em rebelião contra a Casa Targaryen mais de uma vez por causa da sucessão ao trono. Na última delas, onde eles foram derrotados por Daeron II  (filho legítimo de Aegon IV) e seu exército, seus membros foram exilados e mandados para as Cidades Livres, onde um dos seus principais partidários, Aegor Rivers, o Açoamargo, fundou a Companhia Dourada, que atualmente ajuda Jon Connington e o Jovem Griff na retomada de Westeros. O que pode ser um indício de que a teoria é verdadeira.

Mas se Illyrio planejava desde o início usar o seu filho como um falso Targaryen e mandá-lo para Westeros. Por que ele abrigou e cuidou de Viserys e Daenerys durante a estadia deles em Pentos? Certamente casar seu falso Aegon com Daenerys daria mais força a sua pretensão, mas como ele podia saber que Viserys – herdeiro legítimo do trono no caso de Aegon ser mesmo um falso Targaryen – morreria? Seria possível que ele e Drogo tenham feito algum tipo de acordo? E qual a participação de Varys nisso tudo?

Muitos questionam o fato de Illyrio ter presenteado Daenerys com os ovos de dragão sendo que, o mais lógico seria que ele os oferecesse ao seu filho, o falso pretendente. Mas vamos lembrar que os ovos de dragão eram pedras e que ninguém no mundo iria imaginar que Daenerys ou qualquer outro poderia vir a chocá-los. Talvez nem mesmo o próprio Illyrio. E vale lembrar que Illyrio enviou para Qarth três barcos para Daenerys quando soube da história dos dragões. Ele queria que ela retornasse imediatamente para Pentos, mas, felizmente (ou não), a Mãe dos Dragões decidiu tomar outro caminho e partiu para a Baía dos Escravos.

Por outro lado, vocês acham que Jon Connington, amigo leal do príncipe Rhaegar, aceitaria participar desse plano sabendo que o Jovem Grifo não é seu filho verdadeiro? O mais provável é que Illyrio e Varys estejam escondendo isso dele, caso a teoria seja mesmo verdadeira.

Quase todos os leitores do Martin (se não todos) acham que ele coloca uma série de pistas escondidas em sua narrativa, muitas vezes isso acontece por meio de profecias e, em outros casos, tais “pistas” estão escondidas em histórias do passado, como no caso dessa passagem do livro 4: O Festim dos Corvos, no 7º capítulo da Brienne, quando o Septão Meribald conta a história da estalagem Dragão Ressonante. Muitos acreditam que nesse trecho existem referências que fundamentam a teoria de que Aegon é na verdade um Blackfyre se passando por um Targaryen.

O trecho em questão e a análise do mesmo seguem logo abaixo:
— Alguns chamam‐lhe Velha Estalagem. Há ali uma estalagem há muitas centenas de anos, embora esta só tenha sido construída durante o reinado do primeiro Jaehaerys, o rei que construiu a estrada do rei. Jaehaerys e a sua rainha dormiam aí durante as suas viagens, diz‐se. Durante algum tempo, a estalagem foi conhecida em sua honra como Duas Coroas, até que um estalajadeiro construiu uma torre sineira, e mudou o nome para Estalagem do Toque de Sino. Mais tarde, passou para um cavaleiro aleijado chamado Jon Comprido Heddle, que se dedicou a trabalhar o ferro quando ficou demasiado idoso para combater. Ele forjou um novo sinal para o pátio, um dragão de três cabeças em ferro negro que pendurou de um poste de madeira. O animal era tão grande que teve de ser feito numa dúzia de peças, unidas com corda e arame. Quando o vento soprava, tinia e ressoava, de modo que a estalagem se tornou conhecida por todo o lado como o Dragão Ressonante.
 — O sinal do dragão ainda lá está? — perguntou Podrick.
— Não — disse o Septão Meribald. — Quando o filho do ferreiro era já um velho, um filho bastardo do quarto Aegon ergueu‐se em rebelião contra o seu irmão legítimo e escolheu como símbolo um dragão negro. Estas terras pertenciam então ao Lorde Darry, e sua senhoria era ferozmente leal ao rei. Ver o dragão de ferro negro deixou‐o furioso, de modo que cortou o poste, fez o sinal em pedaços e atirou‐os ao rio. Uma das cabeças do dragão foi dar na costa da Ilha Quieta muitos anos mais tarde, embora por essa altura estivesse vermelha de ferrugem.

Os Targaryens usavam um dragão vermelho como símbolo, o símbolo dos Blackfyre era um dragão negro. Como já disse um pouco acima, depois da derrota, os Blackfyre foram desmanchados e forçados a atravessar o Mar Estreito (“… fez o sinal em pedaços e atirou‐os ao rio”). Essa passagem poderia estar prevendo a chegada de um Blackfyre à costa de Westeros que, pelo tempo em que os Blackfyre foram derrotados, acabaria sendo confundido com um Targaryen (“… embora por essa altura estivesse vermelha de ferrugem”)?

Então, vamos recapitular os fatos que fundamentam essa teoria do Aegon ser um Blackfyre:

  1. A Companhia Dourada apoia Aegon, uma companhia fundada por partidários dos Blackfyre e cujo o objetivo principal foi por muito tempo o retorno dos Blackfyre a Westeros e ao Trono de Ferro.
  2. O livro menciona que a linhagem masculina dos Blackfyre foi extinta, mas a descrição da esposa morta do Illyrio, Serra, sugere que a linhagem feminina sobreviveu.
  3. A história da Rebelião de Robert sugere que Varys esteve alimentando a paranóia do Rei Aerys de que seu filho, o príncipe Rhaegar, estaria formando um complô com outros senhores para tirá-lo do trono. Isso provavelmente desempenhou um papel importante na violenta transição de poder, que eliminou quase toda a linhagem Targaryen. Se o Varys for mesmo leal aos Targaryen, essas ações não parecem ter sido muito inteligentes, mas no entanto, se ele por algum motivo for um partidário dos Blackfyre, suas ações fazem todo sentido.

E será que o Illyrio aceitaria “dar o filho” com a mulher que ele amou (segundo o próprio) para governar Westeros? Por que não? Quem não gostaria que o seu filho fosse rei? Mesmo que o Aegon nunca venha a saber da verdade sobre seu verdadeiro pai e que acredite para sempre que é filho de Rhaegar, Illyrio poderia ficar perto do filho, servindo como um membro do conselho, algo que certamente ele almeja visto que em Pentos, embora seja rico, ele não tem grandes influências políticas. Além disso, que outra melhor forma de homenagear sua amada Serra do que colocando seu filho Balckfyre no Trono de Ferro realizando assim o sonho dos seus antspassados?

Outra teoria que vêm ganhando força nos fóruns é a de que Illyrio e Varys planejam colocar o Jovem Griff no Trono de Ferro e usar Daenerys e os dragões para unificar as Cidades Livres, assim como Aegon, o Conquistador fez com os Sete Reinos há 300 anos. Isso deixaria praticamente todo o mundo conhecido sob o comando dos dragões.

Mas, se o Jovem Griff não é o verdadeiro Aegon Targaryen, quem seria? Supondo que ele não tenha de fato morrido no Saque de Porto Real ou em alguma outra circunstância posterior…
O personagem mais mencionado na internet como um outro possível Aegon é o Gerold Dayne, também conhecido como Estrela Negra. Muitos apontam o fato dele ter semelhança com os Targaryen ( …Possui um grosso cabelo prateado que cai até seus ombros como gelo, dividido por uma mecha negra como a meia-noite. Seus olhos parecem pretos, mas de perto são violeta-escuro, escuros e furiosos.) além de traços dorneses supostamente herdados da mãe, que no caso seria Elia Martell, esposa de Rhaegar (Gerold Dayne tem um nariz adunco, bochechas altas e um forte maxilar…).

Um fato que enfraquece essa hipótese, no entanto, é a idade do Estrela Negra que, supostamente, seria a mesma da princesa Arianne, 23 anos, enquanto o verdadeiro Aegon teria cerca de 18.

Além disso, se o Estrela Negra é o Aegon e o Doran sabia disso e esteve escondendo ele… Por que esperar tanto tempo? Por que deixar que Balon Swann saia caçando ele? Ou será que ele mandou Obara Sand atrás do Estrela Negra junto a Swann justamente para que ela pudesse impedir que ele fosse capturado?

Eu acho que, pelo fato de ser um personagem aparentemente irrelevante mas que ainda assim (por algum motivo que eu desconheço) muitas pessoas gostaram dele, vários rumores começaram a surgir a respeito do Gerold, como por exemplo, o de que ele seria filho da Ashara com o Ned ou o Brandon Stark…

 É. Quem sabe um dia ele ainda surpreenda…

Outro personagem que é geralmente citado como possível Aegon é o bastardo Aurane Waters. Mas eu não encontrei nenhum texto que  suportasse essa teoria além do fato de que a Cersei repetidamente se refere a ele como sendo muito parecido com o príncipe Rhaegar, no Festim.

“Os homens chamam-me Estrela Negra, e eu pertenço à noite.” – Gerold Dayne (por Mathia Arkoniel ©)

1.2 “Aegon” é o Aegon mesmo

Como todos sabem, no passado, Varys foi um pantomimeiro, então é possível que a expressão “dragão do pantomimeiro” queira apenas dizer que o Aegon é controlado pelo Varys (o que de certa forma é verdade) e não que ele é necessariamente um Targaryen falso. Ou seja, tudo o que eu escrevi lá em cima pode não passar mesmo de mera especulação.

 Seja quem for o verdadeiro Aegon, o fato é que o destino mais provável pra ele é casar-se com a Arianne, conseguindo o apoio dos Martell e de Dorne e ajudando assim o Príncipe Doran a realizar (ou não) seu sonho de vingança com fogo e sangue.


E vocês? Concordam com alguma parte dessa teoria? O que acham? Os comentários estão livres para discussão. E com SPOILERS, é claro.