Já não é mais novidade para as leitoras e leitores de As Crônicas de Gelo e Fogo e fãs de George R. R. Martin que Fogo & Sangue, livro sobre a história dos Targaryen, foi lançado em 20 de novembro. Nos últimos meses, e especialmente nas últimas semanas, publicamos várias novidades sobre a obra no Gelo & Fogo.

Sabemos, porém, que nem todos os leitores e leitoras conhecem a história, o conteúdo e a estrutura desse livro, e escrevi este post para resolver esse problema. Confira a seguir todas as informações conhecidas até o momento a respeito de Fogo & Sangue, a mais nova obra de George R. R. Martin.

Estrutura

Fogo & Sangue é um livro que conta a história da Casa Targaryen em Westeros, da Conquista de Aegon à regência de Aegon III. No entanto, a primeira coisa que todo leitor deve saber antes de começar a leitura do livro é que ele não é um romance. Isso quer dizer que ele não é escrito como uma narrativa literária tradicional, como os livros da série principal de As Crônicas de Gelo e Fogo e os contos de Dunk e Egg.

O livro é o que George R. R. Martin chama de “história imaginária“. O termo “história” é usado nessa expressão no sentido da disciplina que estuda eventos passados, e George a adjetiva como “imaginária” para esclarecer que não se trata da história do mundo real, mas sim de um universo inventado.

O autor já disse que o modelo para o livro foi a coleção sobre a história dos Plantagenetas de Thomas B. Costain. São volumes de história popular, com apelo para leitores não-acadêmicos, mas que ainda assim não são ficção histórica. Assim, Martin escreveu Fogo & Sangue emulando um livro de história real, como se fosse escrito por um personagem historiador de seu mundo ficcional.

Fogo & Sangue é um livro que existe também dentro do próprio universo de As Crônicas de Gelo e Fogo. Seu autor é o Arquimeistre Gyldayn, da Cidadela de Vilavelha, que viveu mais ou menos 100 anos antes dos eventos de A Guerra dos Tronos.

Gyldayn
Arquimeistre Gyldayn, o “autor”  de Fogo & Sangue. Arte: Douglas Wheatley.

A ideia é que Gyldayn, como os historiadores do mundo real, após estudar uma série de relatos históricos sobre os Targaryen, compilou sua própria obra sobre a história da Casa, muitos anos depois dos acontecimentos.

E é claro que Fogo & Sangue não é a primeira obra de Martin nesse formato. O livro de referência O Mundo de Gelo & Fogo, publicado em 2014 e mais conhecido dos leitores, tem como autor ficcional o meistre Yandel, que por vezes faz referência ao livro de Gyldayn e o usa como fonte em sua obra.

Fogo & Sangue não é nem mesmo o primeiro texto atribuído ficcionalmente a Gyldayn. A Princesa e a RainhaO Príncipe de WesterosOs Filhos do Dragão, também são de autoria do Arquimeistre. Na verdade, os três contos, o livro de referência e Fogo & Sangue têm todos uma mesma raiz, e explicarei como eles surgiram a seguir.

História da escrita

Edição brasileira de 2017 de O Mundo de Gelo e Fogo. Esse volume conta uma árvore genealógica que a equipe do Gelo & Fogo ajudou a elaborar.

Fogo & Sangue, de certa forma, é um livro acidental, nascido de material criado por George R. R. Martin originalmente para outra obra. A história de sua escrita remonta à criação de O Mundo de Gelo e Fogo, planejado por George e sua editora desde a década de 2000 como um livro de referência sobre história e geografia do mundo ficcional de As Crônicas de Gelo e Fogo.

Em 2008, o plano era que esse livro fosse baseado nas informações que já constavam no material publicado, que seriam compiladas por Elio García e Linda Antonsson, totalizando aproximadamente 50 mil palavras.

Martin seria responsável apenas por revisar e escrever algumas notas laterais complementares para O Mundo. A execução foi um pouco diferente, porém. Nas palavras do próprio George, em 2014, pouco antes da publicação:

Elio e Linda passaram por todos os romances publicados, as histórias de Dunk & Egg etc, pegaram as referências históricas, lendas e afins, organizaram tudo em uma cronologia, e escreveram um primeiro rascunho. Então eu entrei, revisei o rascunho deles, preenchendo as lacunas, respondendo perguntas, resolvendo contradições, e adicionando material novo onde havia pouco ou nenhum nos livros publicados. É claro, como aconteceu com os romances, “o conto cresceu ao ser contado”, e acabei adicionando MUITO… tanto que no fim tivemos que tirar mais de duzentas mil palavras (que em certo momento aparecerão no GRRMarillion). Nos casos em que escrevi demais, demais, demais, Elio e Linda então voltaram e criaram uma versão severamente reduzida.

Por exemplo, o relato completo da Dança dos Dragões deu 80.000 palavras, um romance por si só. Gardner Dozois diminuiu para 30.000 palavras para MULHERES PERIGOSAS, criando “A Princesa e a Rainha.” Elio e Linda criaram um resumo totalmente DIFERENTE (ainda mais curto, acredito) para O MUNDO DE GELO E FOGO, trabalhando com o mesmo texto. Para a versão completa, vocês terão que esperar…

Fica claro, portanto, que grande parte do texto bruto escrito por George para O Mundo de Gelo & Fogo acabou ficando de fora do livro por questões de espaço. Esse material deu origem aos contos A Princesa e a Rainha, O Príncipe de WesterosOs Filhos do Dragão, versões um pouco reduzidas do texto de “Gyldayn”, publicados em antologias em 2013, 2014 e 2017 (no Brasil em 2017, 2015 e 2018), respectivamente.

Desse material surgiu também a ideia para a publicação de outro volume de história imaginária, especificamente focado nos Targaryen – pois a maior parte do texto extra era sobre essa Casa. O livro começou a ser chamado extraoficialmente de “GRRMarillion”, em referência bem-humorada a O Silmarillion, livro de J. R. R. Tolkien sobre as origens da Terra-média.

No entanto, como o material previamente escrito por George não detalhava toda a história dos Targaryen (chegando apenas até o reinado de Aegon V), a ideia era que o livro fosse lançado após o término de As Crônicas de Gelo e Fogo, quando o autor poderia complementar o que já estava pronto com textos novos.

Esse foi o plano durante alguns anos, até que em 2017 as coisas mudaram. George anunciou que havia tanto material pronto para o livro – que a essa altura já era chamado Fire and Blood – que ele e as editoras decidiram dividi-lo em dois, com o primeiro volume a ser publicado em 2018 ou 2019. As partes que sabidamente já estavam prontas desde a escrita de O Mundo de Gelo e Fogo eram:

  • The Targaryen Conquest” (“A Conquista Targaryen”), relatando a conquista dos Sete Reinos por Aegon I, publicada praticamente inteira em O Mundo de Gelo e Fogo;
  • The Peace of the Dragon” (“A Paz do Dragão”), sobre o reinado de Aegon I, que é mencionado apenas brevemente em O Mundo de Gelo e Fogo;
  • The Sons of the Dragon” (“Os Filhos do Dragão”), relato das vidas de Aenys I e Maegor, que teve uma versão resumida publicada em The Book of Swords (no Brasil, Crônicas de Espada e Feitiçaria);
  • Heirs of the Dragon” (“Herdeiros do Dragão”), texto de 17 mil palavras com foco no reinado de Jaehaerys I e a crise sucessória após a morte de seus filhos, que teve uma versão resumida publicada como The Rogue Prince (no Brasil, O Príncipe de Westeros);
  • The Dying of the Dragons” (“A Morte dos Dragões”), relato de 60 mil palavras sobre a Dança dos Dragões, resumido em 30 mil palavras como A Princesa e a Rainha;
  • Aftermath – The Boy King and His Regents” (“Rescaldo – O Rei Menino e seus Regentes”), quase tão longo quanto “A Morte dos Dragões”, com foco no início do reinado de Aegon III.

Assim, o primeiro volume estava em grande parte já escrito quando a decisão de publicá-lo foi tomada. Ainda assim, o autor escreveu material novo para o livro. Elio García revelou, por exemplo, que Martin desenvolveu mais o longo reinado de Jaehaerys I (que no material prévio era apenas relatado de forma mais breve).

George também já disse que as séries sucessoras de Game of Thrones tiveram relação com a decisão de dividir Fogo & Sangue em dois e adiantar o lançamento do primeiro volume. Em posts em seu blog, ele parece indicar implicitamente que uma das séries em desenvolvimento retrata eventos que estão nessa obra.

Em resumo, portanto, o livro nasceu da empolgação de George R. R. Martin ao escrever textos para O Mundo de Gelo e Fogo, no começo da década de 2010. O material sobre os Targaryen que não foi incluído naquele livro por questões de espaço foi, em 2017, aproveitado e lapidado para Fogo & Sangue, que também foi completado com novos textos. Segundo Martin, o manuscrito do livro totalizou 989 páginas.

Conteúdo

Sumário de Fogo & Sangue. Fonte: George R. R. Martin, Facebook.

Capítulos e trecho do livro

George R. R. Martin divulgou em seu blog um excerto do livro, que conta uma viagem da Rainha Alysanne ao Norte, montada em seu dragão Silverwing.

A editora Suma publicou a versão traduzida desse trecho, como estará na edição brasileira do livro, que pode ser lida aqui. Antes dessa postagem da editora, o Gelo & Fogo havia feito também uma tradução própria do excerto, disponível aqui.

Com a aproximação do lançamento de Fogo & Sangue, o perfil de George R. R. Martin no Facebook divulgou todo o sumário da versão final do livro, que contém os seguintes capítulos:

  • Aegon’s Conquest (A Conquista de Aegon)
  • Reign of the Dragon—The Wars of King Aegon I (Reinado do Dragão: As Guerras do Rei Aegon I)
  • Three Heads of the Dragon—Governance under King Aegon I (Três Cabeças tinha o Dragão – O Governo do rei Aegon I)
  • The Sons of the Dragon (Os filhos do dragão)
  • Prince into King—The Ascension of Jaehaerys I (De príncipe a rei: A ascensão de Jaehaerys I)
  • The Year of the Three Brides—49 A.C. (O ano das três noivas: 49 D.C.)
  • A Surfeit of Rulers (Uma abundância de governantes)
  • A Time of Testing—The Realm Remade (Um tempo de testes: Um reino refeito)
  • Birth, Death and Betrayal under King Jaehaerys I (Nascimento, morte e traição sob o governo do rei Jaehaerys I)
  • Jaehaerys and Alysanne—Their Triumphs and Tragedies (Jaehaerys e Alysanne: Triunfos e tragédias)
  • The Long Reign: Jaehaerys and Alysanne—Policy, Progeny, and Pain (O longo reinado de Jaehaerys e Alysanne: Política, progênie e provação)
  • Heirs of the Dragon—A Question of Succession (Herdeiros do dragão: uma Questão de sucessão)
  • The Dying of Dragons—The Blacks and the Greens (A morte dos dragões: os pretos e os verdes)
  • The Dying of Dragons—A Son for a Son (A morte dos dragões: Um filho por um filho)
  • The Dying of Dragons—The Red Dragon and the Gold (A morte dos dragões: O dragão vermelho e o dourado)
  • The Dying of Dragons—Rhaenyra Triumphant (A morte dos dragões: Rhaenyra triunfante)
  • The Dying of Dragons—Rhaenyra Overthrown (A morte dos dragões: Rhaenyra destituída)
  • The Dying of Dragons—The Short, Sad Reign of Aegon II (A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II)
  • Aftermath – The Hour of the Wolf (O momento posterior: A hora do lobo)
  • Under the Regents—The Hooded Hand (Sob os regentes: A Mão encapuzada)
  • Under the Regents—War and Peace and Cattle Shows (Sob os regentes: Guerra e paz e exposição de gado)
  • Under the Regents—The Voyage of Alyn Oakenfist (Sob os regentes: A viagem de Alyn Punho de Carvalho)
  • The Lyseni Spring and The End of the Regency (A Primavera Lysena e o fim da regência)
  • Lineages and Family Trees (A Sucessão Targaryen: Datada dos anos após a Conquista de Aegon, e Linhagem Targaryen)

Os seis capítulos mencionados em nosso item anterior eram conhecidos por declarações de Elio García, quando revelou informações sobre o processo de escrita e edição de O Mundo de Gelo e Fogo.

Como se vê pela lista final, no processo de edição, os títulos anteriores foram alterados ou adaptados, provavelmente na medida em que George revisava o texto prévio e também o complementava com novas informações. O excerto divulgado por Martin está no capítulo “Jaehaerys e Alysanne: Triunfos e tragédias”.  É provável que ele seja parte do material escrito por Martin em 2017.

Ilustrações

Fogo & Sangue conta com quase 80 novas ilustrações em preto e branco de autoria do artista Douglas Wheatley (que também já havia trabalhado em O Mundo de Gelo e Fogo).

Várias delas foram divulgadas por GRRM ou por suas editoras, à medida que a data de publicação se aproxima. Juntamos todas as ilustrações divulgadas fora do livro aqui (exceto a do Arquimeistre Gyldayn, que está no começo do post). Clique em alguma das figuras abaixo para abrir a galeria:

Árvore genealógica

O Mundo de Gelo e Fogo incluiu a mais completa árvore genealógica dos Targaryen que existia até então. O primeiro volume de Fogo & Sangue expande ainda mais a genealogia da Casa, mas apenas até a data dos últimos eventos relatados no livro.

Em julho, como parte da promoção do livro na San Diego Comic-Con, a Bantam divulgou uma prévia da árvore. Essa versão continha algumas novidades, mas também alguns erros. Em outubro, a editora divulgou a versão final:

Árvore genealógica Targaryen
Árvore genealógica da Casa Targaryen.

Entre as novidades e erros corrigidos estão:

  • Confirmação de que Rhaena Targaryen (filha de Aenys I) se casou com Androw Farman após a morte de Maegor. Em Os Filhos do Dragão, já havia a informação de que o casal havia se aproximado durante a estadia dela em Belcastro, mas sem menção a casamento.
  • A descendência de Alyn “Punho-de-Carvalho” Velaryon e Baela Targaryen é especificada pela primeira vez: Laena Velaryon. Na árvore genealógica presente em O Mundo de Gelo e Fogo não havia o nome da prole de Alyn e Baela.
  • Os filhos de Viserys Targaryen e Larra Rogare, Aegon e Aemon, foram adicionados à árvore, pois nasceram antes do fim dos eventos retratados em Fogo e Sangue. Viserys se tornaria mais tarde Viserys II, Aegon seria coroado como Aegon IV, e Aemon ficaria conhecido como “O Cavaleiro do Dragão”.

Houve mudanças também quanto aos filhos de Jaehaerys I e Alysanne, resultado da expansão da história do reinado do casal por George, como explicou Elio García.

É importante ressaltar que alguns eventos conhecidos (como o casamento entre Rhaena e Garmund Hightower, e o nascimento de Naerys Targaryen, filha de Viserys II e Larra Rogare) não aparecem nessa árvore, pois ocorreram depois de 136 DC – ano da maioridade de Aegon III, quando termina o relato desse primeiro volume de Fogo & Sangue.

Informações sobre Gelo e Fogo?

Quando a publicação de Fogo & Sangue foi anunciada, a editora Bantam lançou uma pequena sinopse do livro, com a seguinte passagem:

O que realmente aconteceu durante a Dança dos Dragões? Por que ficou tão mortal visitar Valíria depois da Perdição? Qual é a origem dos três ovos de dragão de Daenerys? Essas são apenas algumas das questões respondidas nessa crônica essencial, como relatadas por um estudado meistre da Cidadela […]

É claro que a menção aos ovos de dragão de Daenerys gerou rebuliço entre os leitores, uma vez que a versão “oficial” de Illyrio (de que eles vieram das terras além de Asshai) é frequentemente questionada pelos fãs em teorias.

No entanto, respondendo a um leitor que comemorou por finalmente poder saber a origem dos filhos de Daenerys em seu blog, George esclareceu que nunca mencionou nada a esse repeito, e que essa sinopse foi produzida pela editora:

Uh… Eu nunca disse nada sobre Dany, isso foi incluído pela Bantam. Por favor, desconsidere.

Falando também sobre a questão de Valíria, ele completou:

Há algumas pequenas partes e cenas e sugestões no texto a partir das quais o leitor pode extrapolar certas coisas e criar teorias… mas no caso de coisas como Valíria e os ovos de dragão, são todas respostas possíveis, não é a intenção que sejam definitivas.

No Brasil, a editora Suma, responsável pela publicação do livro, traduziu a sinopse da Bantam, que foi reproduzida nos anúncios do livro nos sites das livrarias. Após um alerta nosso no Twitter, aparentemente a editora alterou esse texto em alguns sites e na contracapa do livro.

Assim, a despeito das sinopses comerciais que eventualmente sejam divulgadas, segundo o próprio George R. R. Martin não há nenhuma resposta direta sobre questões de As Crônicas de Gelo e Fogo em Fogo & Sangue.

Lançamento, edições e capas

O livro foi lançado internacionalmente no dia 20 de novembro. No Brasil, a editora Suma (selo da Companhia das Letras), publicou Fogo & Sangue simultaneamente com a versão americana.

O livro foi traduzido diretamente do inglês para o português brasileiro, um trabalho assinado por Regiane Winarski e Leonardo Alves (que já colaborara nas edições da Leya de O Mundo de Gelo e FogoMulheres Perigosas e com o Atlas das Terras de Gelo e Fogo).

Capas internacionais da obra são conhecidas, incluindo a exclusiva brasileira, ilustrada pelo artista belga Jean-Michel Trauscht. A ilustração da capa da Suma tem o castelo de Harrenhal ao fundo, palco de algumas batalhas mencionadas em Fogo & Sangue.

Clique em alguma das figuras abaixo para abrir a galeria:

Além das edições regulares, a editora americana Subterranean Press lançará uma versão exclusiva, de luxo, que conta com mais ilustrações assinadas por Gary Gianni (que ilustrou O Cavaleiro dos Sete Reinos), além das de Douglas Wheatley. Abaixo, a capa da Subterranean:

Fire and Blood Subterranean Press
Capa da edição de luxo de Fire and Blood, da Subterranean Press.

Espero que com este guia os fãs de As Crônicas de Gelo e FogoGame of Thrones possam estar mais preparados para o fogo e o sangue que certamente emanarão dessa nova obra de George R. R. Martin.

Os contos derivados do livro (e o trecho já divulgado) deixam bastante claro que mesmo que não relatada em forma de romance, a história da Casa Targaryen contada por George como o Arquimeistre Gyldayn consegue despertar reflexões, emoções e paixões em seus leitores e leitoras.

Fogo & Sangue pode ser adquirido na Amazon com um brinde (um pin da Casa Targaryen).